Pesquisar este blog

Translate

segunda-feira, 22 de setembro de 2014


“Vejo fantasmas”, diz Kate Hudson

Kate Hudson com a mãe, Goldie Hawn: contatos com seres de outro mundo
Kate Hudson Com a mãe, Goldie Hawn: contatos com seres de outro mundo (Foto: Divulgação)
“Minha mãe e eu sentimos espíritos. Acreditamos em energia e que nosso cérebro pode manifestá-la em visões”, disse a atriz Kate Hudson. Ela mencionou sua mãe, Goldie Hawn, estrela premiada de 
Hollywood
 , em entrevista exibida na sexta (19) à noite no programa Chatty Man Show, do apresentador Alan Carr exibido no Channel 4, na Inglaterra. “Quando você vê algo, precisa dizer ao espírito em que ano estamos e que ele não pertence a este tempo”, ensinou a atriz indicada ao Oscar em 2001 por Quase Famosos.

Goldie Hawn em cena do filme "A Morte Lhe Cai Bem", comédia de 1992
Goldie Hawn em cena do filme A Morte Lhe Cai Bem, comédia de 1992 (Foto: Divulgação)
No programa, Kate contou que normalmente não se assusta com os fantasmas, mas que dia desses gelou quando viu uma cena especialmente inusitada. “Era uma mulher sem rosto. Fiquei petrificada”, disse. A atriz herdou o misticismo da mãe, Goldie, que foi uma das mais célebres seguidoras do guru indiano Sai Baba, falecido em 2011, que ganhou fama mundial ao materializar anéis e correntes de ouro durante suas meditações. A mãe também estrelou a comédia de pegada sobrenatural A Morte Lhe Cai Bem, de 1992

 As seitas satânicas: Uma realidade hoje

São muito poucos os autores que dão definição de seita satânica, principalmente por que tais grupos apresentam uma diversidade de estilos.

Devemos ser justos ao precisar que muitos autores partem da conotação de satanismo para logo tentar definir, a partir e características determinadas, as seitas satânicas.
Alguns autores apontam como seitas satânicas a todo esse "conjunto de ciências, semiciências, feitiçarias, ocultismo e práticas tenebrosas, que têm como centro a suposição de que o demônio é um ser poderoso ao que se deve render culto, porque ele pode nos dar bem-estar, riqueza e saúde".
Outros apontam que o perigo é que para muitos jovens o grupo satânico aparece como libertador, antes de tudo libertador da moral, das convenções sociais e dos códigos repressivos. Nos grupos, a práticas de desordens sexuais e de ritos repugnantes (esquartejar animais, beber seu sangue, etc.) produz uma libertação das proibições aprendidas na infância.
Quiçá a definição mais exata seja que a seita satânica é um grupo minoritário de pessoas reunidas premeditadamente com o objetivo de adorar ao demônio, como um ser com poderes sobrenaturais capazes de intervir no mundo.

Seus integrantes costumam ser principalmente pessoas com transtornos psicológicos e uma profunda rejeição frente a todas as instituições sociais estabelecidas, família, igreja, estado, etc.
As reuniões destas seitas se caracterizam pela realização de ritos que não são mais que paródias do rito cristão, preferentemente do Católico ou do Ortodoxo. Estes eventos têm significados ou utilidade de iniciação, dignidade, provas, rogativas ou festivos. Também as seitas são para muitos a evasão perfeita da responsabilidade pessoal ante determinadas ações.
Como elementos comuns podemos apontar que estejam conformadas por poucos membros, a intolerância, a oposição nas esferas social-política e religiosa. Como características privativas delas podemos mencionar a adoração em culto a satanás, " a inversão da ordem sagrada ortodoxa", ensinamento esotérico, "a trindade demoníaca (a Besta, o Anticristo, o Falso Profeta)" e a alteração de orações e credos cristãos.
Quais são as seitas?
Em primeiro lugar da classificação indicamos as "Seitas Luciferinas" que acreditam que Lúcifer foi tratado injustamente pelo cristianismo, já que ele é o símbolo do conhecimento e a sabedoria sendo portanto a verdadeira luz, buscam o poder, o dinheiro e as influências. Uma de suas principais características é o segredo de suas atividades. Seu rito central é a missa negra ou vermelha e costumam ter uma forma anarquista de ver a vida.
Em segundo lugar estão as seitas Satanistas conformadas por indivíduos de nível intelectual médio-alto, normalmente profissionais ou empregados de mandos meio conhecedores de diferentes matérias esotéricas sendo "seu forte" tudo o que tenha relação com a astrologia e a magia.
Apresentam uma estratificação particular baseada no nível de "dignidade" ou compromisso de seus membros. Não costumam ser confrontantes, não se reconhecem a si mesmos como integrantes de uma seita, mas de uma religião que foi incompreendida e perseguida pelos cristãos. Pertencem a este nível de classificação seitas como "A Igreja de Satã", "O Templo de Set", entre outras.
Em terceiro lugar da classificação indicamos aos "Adoradores de Set" ou "Amigos de Lúcifer" que podem, e de fato têm sido, vistos como as mais perigosas. São constantemente relacionados com sequestros, abusos sexuais, indução a suicídios e inclusive a homicídios. São características delas mostras de "fidelidade e dignidade" como o sequestro de cadáveres, beber sangue, a exposição sexual e atos tão aberrantes como a necrofagia e a necrofilia.
Mais uma vez devemos enfatizar ao apontar que esta classificação pode ser considerada como válida mas sob nenhuma perspectiva como absoluta já que em algumas seitas satânicas se dão ou podem chegar a dar-se, a mistura de características de um ou outro grupo e inclusive a gerar em seu interior uma nova variante.
Sua Existência
Para falar das causas da existência das seitas satânicas, devemos partir, que desde sempre o homem se sentiu fascinado pelo misterioso, maravilhado pelo sobrenatural, inclinado à magia por meio da qual espera encontrar respostas a seus questionamentos ou a satisfação de suas carências.
Igualmente podemos apontar que, se as seitas satânicas existem, deve-se em grande parte ao mal uso que o homem tem feito de sua liberdade, a que tem encaminhado na busca de experiências mágicas que em curto prazo se transformam em experiências daninhas que o conduzem ao afastamento de Deus, dos homens, da Igreja e, consequentemente, da realidade.
Como estas e outras possíveis causas podem "somar e seguir", entretanto optamos por nos referirmos também, não somente a aquelas causas de índole existencial individual, mas também a aquelas do âmbito social; para isso consideramos tratar de cinco fatores chaves para o surgimento e proliferação destes grupos.

Os fatores são político, desemprego, violência urbana, marginalidade e desagregação familiar, esta escolha não deve conduzir nem reduzir nosso pensamento exclusivamente a esses fatores posto que sem dúvida existem muitos outros possíveis elementos ou fatores causadores de que estes grupos sejam uma realidade.
Perfil psicológico
O perfil psicológico dos membros de uma seita costuma ser geralmente os mesmos como são a total rebeldia, a morbidez e as experiências extremas.
Um lar relativista e principalmente antirreligioso são o 'caldo de cultivo' para que os valores e a promoção pessoal vão decaindo, chegando inclusive a não ter importância nada mais que o viver o momento.
Isto tem conduzido à concepção de que tudo é relativo, que a vida é um passar com um sentido puramente transitório. O que antes era 'as diversões de fim de semana' passou a ser um sistema de vida onde deve-se viver a maior quantidade de emoções no menor prazo possível, porque a vida pode se acabar em qualquer instante.

Entretanto, esta é posição exterior, a que muitas vezes não responde ao interior. Interiormente o indivíduo pede um respaldo, uma ajuda ou uma companhia, esteja presente um forte déficit emocional, o sem sentido da vida que os rodeia não é mais que o produto da ausência das pessoas que são parte importante de suas vidas daqueles que os protegem frente aos acontecimentos adversos.
Suas personalidades enormemente inseguras os faz estar à espera de algo que os confirme, já não importa em quê, mas que o faça. Sentem que os calços normais há não são suficientes pelo que é necessário descobrir algum tipo de poder superior que consiga 'despertar esta sociedade tonteada por si mesma e afogada em seu próprio ser',
São frequentes nestas pessoas a depressão, o consumo de álcool e drogas, elementos que levam a um estado de esquizofrenia ou paranoia. É necessário assinalar que o perigo destas patologias é tornar-se evidentes somente em um estado avançado, pois sua detecção não é fácil à primeira vista.
De igual modo os sintomas próprios delas podem passas despercebidos chegando a ser considerado, muito comum entre as pessoas, o sujeito como um indivíduo norma e em seus seguidores como um 'iluminado'.
O que diz a Igreja
A resposta da Igreja Católica, em relação ao demônio, suas ações e suas manifestações tem sido através da história da humanidade muito enfática.
Dentro da atitude da Igreja Católica frente ao satanismo se fazem necessárias e imprescindíveis o reconhecimento da existência do fenômeno.
Não se pode continuar pensando que não se dá o fenômeno em nossas sociedades ou comunidades: existem grupos organizados, inclusive com estruturas de caráter internacional, ou grupos que têm influência deles.
Também tem que existir um conhecimento do fenômeno. Deve haver alguém que o estude e possa dar informações convenientes e sérias aos agentes pastorais, assim como aos membros das comunidades.
Esses conhecimentos não pode ser uma simples informação, mas que deva concluir em uma tomada de posição desde a fé; isso levará em quem realiza a investigação, como em quem se serve dela, uma profissão de fé na ação pascal da Igreja.
Também requerem-se duas coisas: a primeira é que a informação que se ofereça às pessoas vá também acompanhada da postura da Igreja e de ensinamentos doutrinais muitos claros e seguros; em segundo lugar, que quem faz a investigação tenha maturidade espiritual, humana e psíquica necessária, para evitar fracassos ou problemas subsequentes.
Com uma consciência missionária e com sentido de compromisso evangelizador, a Igreja tem que ir ao encontro dos mais frágeis, para oferecer-lhes a fortaleza da graça de Deus e a claridade da luz de Cristo. Isto exigem não somente acudir a eles, mas também acompanhá-los com sentido pastoral e de maneira contínua. Assim mesmo implicará, com sã imaginação pastoral, dar-lhes novos caminhos (os da palavra de Deus) e esperança de crescimento, convidando-os a que sua decisão seja também clara por partes deles e assim se arrisquem a seguir Jesus.
Uma das ações que a Igreja deverá fortalecer nos próximos tempos é a de aprofundar na catequese das crianças, adolescentes e jovens. Catequese contínua, catequese profunda: um convite a assumir a própria responsabilidade da fé. Catequese capilar para que penetre em todos e em todo o ser humano: que o faça vibrar com a palavra de Deus e o conduza a uma opção fundamental por Cristo.
Uma pastoral juvenil adequada e que responda aos desafios do momento. Uma profunda ação evangelizadora que fará dos jovens melhores e mais seguros seguidores de Cristo, lhes permitirá conhecer os inimigos que têm a seu redor e tomar posturas frente a eles desde uma opção de fé.
Deve-se anunciar a tempo e a destempo, valendo-se de todos os meios de que dispomos. Assim anunciaremos a força salvadora do Cordeiro vencedor do demônio.
Nosso tempo
A cultura atual se vê marcada por fatos que lamentavelmente a afastam da esfera das crenças. Já, tanto nossa sociedade, como nossa cultura, não têm a religião por centro unificador, mas seu centro localiza-se no homem e no que este pode conseguir por si mesmo, exercitando unicamente sua razão.
Este e outros motivos tem ajudado à proliferação das seitas, posto que o indivíduo sente a necessidade de algo que responda seus questionamentos mais profundos; é assim como produto desta busca que aparecem novos movimentos religiosos ou pseudo-religioões. São característicos deste momento movimentos espirituais -esotéricos tais como o da Nova Era.
É um fato inegável destes tempos a subjetividade e o relativismo que envolvem decisões humanas, mas ao mesmo tempo o desejo desta humanidade de transformar a realidade social e individual, respondendo às questões que o inquietam, despertando questionamentos; em síntese buscando a melhor maneira de adequar a posição de homens de fé à situação cultural reinante, a qual tem como grande influência o avanço das ciências e da técnica.
Cada acontecimentos desta cultura 'moderna' pode conduzir a passos gigantescos à total ruptura entre fé-ciência, entretanto, hoje contemplamos o como tornam-se cada vez mais presente facilidades para o diálogo entre a cultura e a Igreja. Existe a tomada de consciência desta necessidade; falta quiçá a adequação aos novos tempos, não somente da Igreja, mas também do homem como indivíduo imerso em uma sociedade que dia a dia tem menos tempo para a reflexão e a busca do princípio primeiro e fundamental de nossa humanidade.
Falar de satanás não é fácil mesmo quando o encontramos presente no instante de nossa criação; é assim como em nossa cultura, para alguns moderna para outros pós modernos, enfrentamos a indiferença, o medo ou a negação da existência deste ser criado e caído.
A Igreja desde sempre reconheceu e afirmou a existência de satanás como criatura de Deus; isto, entretanto, tem sido objeto de controvérsias no interior dela. Foram muitos os teólogos que trabalharam sobre o demônio, mas ainda assim, não podemos afirmar certamente se todos e cada um deles reconhecem e afirmam a existência de satanás com criatura.


domingo, 21 de setembro de 2014


Teste de DNA revela suposta identidade de Jack, o Estripador

Arte retratando Jack o Estripador do fotógrafo de terror Joshua Hoffine (Foto: Reprodução)
Um dos maiores mistérios policiais da história pode finalmente ter sido resolvido, 126 anos depois de ter vindo à tona: o detetive amador Russell Edwards acaba de lançar um livro onde afirma ter “definitivamente, categoricamente e absolutamente” descoberto a verdadeira identidade do lendário criminoso Jack, o Estripador. Segundo Edwards, o homem por trás dos brutais assassinatos cometidos em Londres em 1888 é Aaron Kosminski , um barbeiro judeu de origem polonesa que fugiu de seu país com a família para escapar da perseguição russa. Aos 23 anos ele teria se tornado o assassino em série, e pouco depois foi internado em um manicômio, onde morreu 30 anos mais tarde devido a uma gangrena na perna, sem nunca ter sido condenado.

“Apenas os céticos que querem perpetuar o mito vão duvidar. É isso – nós o desmascaramos”, disse o detetive ao The Independent. Fissurado pelo mistério de Jack, foi em 2007 que Edwards começou seus trabalhos como detetive – em um leilão, ele arrematou o xale usado no momento do crime por Catherine Eddowes, uma das cinco vítimas oficialmente atribuídas ao Estripador. Ele afirma que a peça é a única evidência forense disponível sobre o caso, e que foram encontradas no tecido manchas de sangue da vítima e amostras do sêmen do assassino.
Ilustração de Kosminski (Foto: Reprodução)
Mas como um xale pode ter preservado amostras biológicas por mais de um século? Ele nunca foi lavado? É uma das questões que intrigam os especialistas. A história contada por Edwards diz que a vestimenta foi resgatada na noite do crime pelo policial Amos Simpson, que pretendia dá-la de presente a sua esposa. Ao ver a macabra mancha de sangue, a mulher jamais teve coragem de vestir o xale, mas também não se desfez dele nem o lavou, transformando-o em uma relíquia de família.
Depois de adquirir a peça, o detetive amador trabalhou em conjunto com o biólogo molecular Jari Louhelainen, que através de testes de DNA mitocondrial realizados nas amostras teria conseguido combinações genéticas tanto com os descendentes da vítima quanto com os de Kosminski. Esta foi a prova definitiva da identidade de Jack para a dupla, que detalhou o processo no livro Naming Jack the Ripper (Nomeando Jack o Estripador), cujo lançamento ocorrerá amanhã (9/9) no Reino Unido. “Quando nós descobrimos a verdade, foi o sentimento mais incrível de toda a minha vida”, disse Edwards.
Apesar de reconhecer a importância e aparente credibilidade da descoberta, especialistas ainda não estão totalmente convencidos de sua veracidade, pois o biólogo Louhelainen ainda não publicou nenhum artigo em periódicos acadêmicos submetidos à revisão por pares. “Nenhuma evidência em si foi fornecida até agora”, aponta Sir Alec Jeffreys, criador da chamada “impressão digital genética”, técnica que identifica uma pessoa a partir do seu DNA. Jeffreys também sente falta de uma descrição mais detalhada sobre as origens do xale e sobre a natureza das combinações genéticas entre o acusado e seus descendentes.



SUPOSTA MORTE DA CANTORA AVRIL LAVIGNE


Avril Lavigne morreu? Avril está morta?

Avril Lavigne pode ter morrido no início da carreira e sido substituída! A cantora que atualmente se passa por ela é uma sósia. 
Não é brincadeira! Não é deboche! Não é loucura! A princípio pode parecer um absurdo, mas se você ler pacientemente tudo que está aqui você descobrirá a verdade por trás dos fatos! Porém também quero deixar claro que eu não posso provar nada, essa matéria é baseada apenas em especulações sobre o assunto! Também não estou aqui para atacar e muito menos difamar a cantora! Mas acompanhem o artigo e tirem suas próprias conclusões...

Antes de qualquer coisa, o que motivaria pessoas a armarem tudo isso? A resposta é simples: “Dinheiro”. Avril Lavigne foi descoberta por Antonio "L.A." Reid em 2001, e assinou um contrato de mais de um milhão de dólares! Quando foi lançado o primeiro disco da Avril em 2002, O álbum vendeu mais de 18 milhões de cópias no mundo inteiro, conseguindo ser o segundo mais vendido de 2002. 



Avril de uma hora pra outra tornou-se a “galinha dos ovos de ouro” do seu produtor e empresário! Ela tinha acabado de sair da adolescência e agora vivia de agenda cheia, fazendo shows, participando de entrevistas, sendo sempre o centro das atenções e vivendo sob pressão onde quer que ela fosse! 


[Atenção - Existem blogs plagiando o meu, usando o mesmo texto e trocando apenas a cantora, ou simplesmente copiando e colando o conteúdo inteiro. Mas não se enganem, esse é o blog verdadeiro e original. Pesquise na Web todas as informações passadas aqui e comprove a veracidade delas]

Continuando... Pense como pode ser difícil para a cabeça de uma garota da idade que ela tinha. É grande a lista de famosos que não suportam a pressão da fama, e acabam em depressão, ou drogas... E não foi diferente com a Avril(como será mostrado mais a frente em letras de músicas). Antes veja alguns trechos da música "I'm With You" do seu primeiro disco e note que Avril tinha um lado depressivo e vivia dilemas típicos da juventude:
Trechos de I'm With You (1° CD)

Estou parada em uma ponte
Estou esperando no escuro
(...)
Alguém virá me levar para casa?
(...)
Está uma maldita noite fria
Tentando entender essa vida
(...)
Porque nada esta dando certo
Está tudo uma bagunça
(...)
Oh, por que tudo está tão confuso?
 
Talvez eu esteja fora de mim
(...)
*Para ver a letra completa click --> I'm With You
 Mas essas ainda não são as provas de que ela morreu, eu apenas estou contextualizando para que você possa compreender mais a frente tudo o que aconteceu. No início pode parecer bobagem, mas se você tiver coragem de analisar o blog inteiro você verá que não estou "viajando na maionese", mas que o assunto é mais sério do que parece. Lembrando que é difícil dizer como ela morreu exatamente, porém tudo aqui será apresentado baseado nas mensagens delas mesmas(a original e a sósia) em suas músicas! Avril se viu rodeada de problemas pessoais, e sua vida não era mais a mesma! Um dia ao procurar os pais em casa para desabafar encontrou simplesmente a casa vazia, e acabou se suicidando por enforcamento(Baseado na letra de Nobody's Home eMy Happy Ending). Pessoas ricas e influentes são capazes de armar qualquer coisa, e esconder qualquer coisa também! É difícil dizer quantas pessoas podem estar envolvidas nisso, mas não foi difícil esconder a morte dela, pois eles tinham a substituta perfeita. A sósia da Avril ficou quase idêntica, mas eu disse quase! Mostrarei também que elas são diferentes fisicamente!

Bem, a cantora que substitui a Avril, demonstrou ter problemas com a consciência ao participar dessa farsa, ou simplesmente quis homenagear a antiga, e procurou deixar indícios do que havia acontecido através de letras de música, capas de CDs e encartes.Talvez a ideia inicial fosse apenas abafar o caso por um tempo para concluir o lançamento do novo disco, mas depois acabou tomando proporções maiores. O segundo disco da carreira da Avril, foi lançado já após sua morte. Do primeiro para o segundo passou apenas dois anos. Lançado em 2004, é um CD totalmente diferente do primeiro! Desde o estilo das letras, até a concepção da capa e encarte. De fato foram feitos por duas artistas diferentes, ambas muito talentosas. É um álbum repleto de mensagens subliminares deixadas pela “Nova Avril”. Vamos analisá-lo, começando pela capa e título:
  
O CD se chama: “Avril Lavigne Under My Skin”, que traduzindo significa: “Avril Lavigne Sob Minha Pele”. Mais claro e direto impossível! A partir daqui já não era mais a verdadeira Avril, e sim “Avril Lavigne” sob a pele da outra cantora! Note que o nome “Avril Lavigne” está escrito de preto, representando luto pela cantora, e a própria “Nova Avril” está de preto e com uma cruz vermelha no ombro. O nome “Under My Skin” está de vermelho. As cores da capa parecem sugerir luto e sangue.

O encarte desse CD é totalmente obscuro e sombrio. A “Nova Avril” posa para as fotos sempre com expressão triste e mórbida, as vezes largada no chão como se quisesse dizer algo, veja:


Nunca vi uma cantora mudar tanto seu estilo de cantar, compor, se vestir e se comportar como aconteceu com a Avril Lavigne, e isso que me chamou a atenção, até que comecei a notar que Avril Lavigne e essa cantora que está na mídia atualmente são duas pessoas diferentes! E eu não fui o único que percebeu isso na época! Todos comentavam que ela tava diferente, mas não entendiam o porquê. Faça pesquisas na Google assim:

“Avril mudou de personalidade?”
“Vc acha que a Avril mudou?”
“Avril mudou o estilo?”
“Pq a Avril Lavigne virou Paty?”

Você verá que serão muitos os resultados de pessoas comentando sobre a repentina e radical mudança no estilo e na personalidade da Avril! Não foi só o estilo ou a forma de se vestir que mudou. O jeito dela é outro, a musicalidade é outra, as letras seguem outra linha, enfim, é outra pessoa!

Agora analise esses trechos de letras do CD, mas você terá que ler as “entrelinhas”, 
pois está tudo escrito de forma subliminar: 
[Traduções tiradas da internet]

Nobody's Home (Ninguém está em casa) 
 Nessa música a Nova Avril descreve o que vinha acontecendo com Avril. 
Ela estava sozinha em casa quando se suicidou

Eu não poderia te dizer
Porque ela se sentiu daquela maneira, ela sentiu isso todos os dias
E eu não pude ajudá-la
Eu só a vi cometer os mesmos erros novamente
O que está errado, o que está errado agora?
Muitos, muitos problemas
Não sabe aonde pertence, aonde ela pertence

Ela quer ir pra casa, mas ninguém está em casa
É onde ela se encontra,arrasada por dentro
Não há lugar para ir, não há lugar para ir secar seus olhos
Arrasada por dentro
(...)
Seus sentimentos ela esconde
Seus sonhos ela não consegue encontrar
Ela está perdendo a cabeça
Ela foi deixada pra trás
Ela não consegue achar seu lugar
Ela está perdendo a sua fé
Ela caiu em desgraça
(...)
*Para ver a letra completa click --> Nobody's Home
Note como essa música se encaixa perfeitamente 
com "I'm With You" mostrada anteriormente. 
E enquanto I'm With You está na primeira pessoa (Avril falando de si mesma - 1° CD) 
Nobody's Home está na terceira pessoa (A nova falando da Avril morta - 2° CD)

My Happy Ending (Meu final feliz)  
Final feliz para a “Nova Avril”

(OH, oh, oh oh, oh oh...)
Foi muito para meu final feliz
Vamos falar sobre isso
Não é como se estivéssemos mortos
Foi alguma coisa que eu fiz?
Foi alguma coisa que você disse?
Não me deixe esperando
Numa cidade tão 
morta
Pendurada tão alto
Numa corda tão frágil

 Aqui parece que ela aponta para a maneira como Avril se suicidou(enforcada)
 (...)

Mas eles não me conhecem...
Todas as coisas que você esconde de mim
(...)
Todo esse tempo você esteve fingindo
Foi muito para o meu final feliz
(...)
*Obs: Ela poderia ter morrido de outra maneira; doença, acidente, até mesmo assassinato, porém o contexto das letras apontam para um suicídio!
*Para ver a letra completa click --> My Happy Ending

Together (Juntos)

Algo não está certo
Eu posso sentir dentro de mim
A verdade não está muito longe
Você não pode negar
Quando eu apago as luzes
Quando eu fecho meus olhos
A verdade vem até mim e
Eu estou vivendo uma mentira
(...)
*Para ver a letra completa click --> Together

Intrigante essas letras assim derrepente não?

How Does It Feel? (Como é a sensação?)

(...)
Como é a sensação de ser
Diferente de mim?
Nós somos iguais?
(...)
*Para ver a letra completa click --> How Does It Feel?

Take Me Away (Leve-me embora)  
Lamento pela morte da Avril, conflito e remoço em ter que se passar por ela

Eu não posso achar um jeito de descrever isso
Está lá dentro,
Tudo que eu faço é esconder
(...)
Toda a dor que
Eu achava que conhecia
Todos meus pensamentos se voltam para você
De volta para o
Que nunca foi dito
De um lado para o outro
Dentro da minha cabeça
Eu não posso lidar com essa confusão

(...)

*Para ver a letra completa click --> Take Me Away 

Slipped Away (Foi embora) 


Eu sinto muito a sua falta
Eu não te esqueço, isso é triste demais
Espero que você possa me escutar
Eu lembro claramente
Que o dia no qual você foi embora
Foi o mesmo dia que eu descobri que nada será como foi

(...) 
Eu acordei
Você não vai acordar?
Eu continuo me perguntando a razão
E não consigo suportar
Nada foi falso
Aconteceu, você passou
Agora você foi embora, agora você foi embora
Lá vai você, lá vai você
Para algum lugar de onde eu não posso te trazer de volta


(...)
*Para ver a letra completa click --> Slipped Away

Outras: (Trechos)

 Porque você aparenta ser tão familiar?

Poderia jurar que já vi seu rosto antes (Who Knows)

 ---
Não há motivos pra ficar pensando no ontem
Agora já é tarde demais
Nunca mais vai ser a mesma coisa
Somos tão diferentes agora (Forgotten)

 É natural que algumas pessoas mais céticas digam que essas letras devem estar falando de outras coisas, mas se você tem bom senso verá que é no mínimo muita coincidência essas as letras insistirem sempre na mesma coisa, sendo que esse não era o estilo da Avril compor.
Com certeza devem haver trabalhos póstumos da Avril verdadeira inclusos nesse disco, pois tudo indica que antes dela morrer já havia o pensamento de lançar um segundo disco. Uma vez morta, a nova Avril cuidou de fazer o novo disco da Lavigne. A sucessora da Avril pode inclusive ter pego letras prontas da verdadeira e inserido suas mensagens subliminares, perceba que algumas mensagens não tem nada haver com o contexto da letra, por exemplo, na letra de My Happy Ending, trechos como "Vamos falar sobre isso, não é como se estivéssemos mortos(...) Não me deixe esperando numa cidade tão morta, pendurada tão alto numa corda tão frágilnão tem nada haver com o contexto da letra que segue, como se fossem parênteses sem sentido abertos numa canção, assim como também ela pode ter pego algumas melodias prontas e feito uma nova letra, e ainda alguma ter sido preservada na sua essência original. 
Acho bastante provável que exista algo da verdadeira que foi usado nesse disco.

Agora, ainda falando de letras de música, olha que coisa super intrigante. Evan Taubenfeld, músico que fazia parte da banda e era o melhor amigo da cantora, e acompanhava ela desde os primórdios da carreira, simplesmente abandonou Lavigne justamente em 2004, ano em que Under My Skin foi lançado. E o mais intrigante vem a seguir, após sair da banda, Evan compôs a música "The Best Years of Our Lives". 
Agora veja a tradução dessa música:


The Best Years Of Our Lives (Os Melhores Anos Das Nossas Vidas)

Nós tivemos os melhores anos das nossas vidas,
Mas você e eu nunca seríamos os mesmos,
Setembro me pegou de surpresa, 
Evan deixou Lavigne em setembro de 2003
E eu fui deixado para ver as estações mudarem.

Tem sido tão calmo desde que você se foi,
E cada dia se parece mais com anos,
As vezes eu queria que eu pudesse seguir em frente,
As lembranças já poderiam desaparecer.

Algumas coisas que eu deveria ter
Dito quando eu tive a chance,
Tantas vezes que nos foram permitidas.

Eu nunca pensei que isso poderia acabar,
Eu nunca pensei que perderia minha melhor amiga,
[Obs: bestfriend(melhor amiga(o) assim como outras palavras 
não tem masculino nem feminino no inglês]
Tudo é diferente agora,
Nós podemos fazer o mundo parar de girar?

Nunca pensei que deixaria você partir,
Nunca pensei que eu deixaria esse sentimento tão baixo,
Eu queria poder voltar atrás,
E nós pararíamos o mundo de girar.

Relembrando os melhores dias,
Quando eramos jovens, pensamos que conhecíamos tanto.
E agora isso parece tão distante,
Estou me perguntando se eu fui bom o suficiente. 

 (...)
*Para ver a letra completa click --> The Best Years Of Our Lives 
Note que foi ele que saiu da banda, mas diz: "fui deixado aqui sozinho"
Veja também que se ele tivesse feito essa música simplesmente falando da sua saída da banda, não faria sentido ele ter escrito "
Eu nunca pensei que eu ia perder minha melhor amiga" pois não é porque ele saiu da banda que eles teriam que romper uma amizade de anos! Muito esquisito concorda? 
CONHEÇA OS GREAT BLACK STARS
O primeiro fã clube direcionado apenas à ANTIGA Avril


http://greatblackstars.blogspot.com.br

Agora veja como ela mudou bruscamente de um CD para o outro na aparência e estilo.

Fase antes do segundo CD:



Fase depois do segundo CD:



Repare bem os detalhes e você vai perceber que são duas pessoas diferentes, apesar de muito parecidas!

Agora veja essa foto abaixo:


Parece Avril né?, mas é outra menina, e essa mora no Brasil. Daí você vê que não é tão difícil encontrar pessoas iguais. Mas não foi essa quem substituiu a Avril, foi outra ainda mais parecida e mais próxima.

Olhando como um todo, talvez você ainda tenha dúvidas se elas são realmente diferentes, então vamos analisar um detalhe, o nariz. Primeiro veja o nariz da Avril original:

ORIGINAL

 

SÓSIA:


Importante - Dependendo do ângulo nem sempre dá pra notar bem a diferença, mas compare a foto abaixo onde ambas estão num ângulo frontal, da pra ver que são bem diferentes as proporções. Portanto não é questão de ângulo, mas de nariz diferente mesmo! 
CLIQUE NA FOTO PRA VER MAIOR!  


Se ainda tem dúvidas de que são duas pessoas diferentes, continue a leitura e surpreenda-se mais. O "novo nariz" da Avril chamou tanto a atenção dos fãs e da imprensa que ganhou até manchetes, mas a suspeita das pessoas eram de plástica. A revista Life&Style publicou uma matéria sobre essa repentina mudança de nariz e convidou um especialista chamado George Lefkovitz, que comparou fotos e jura que o nariz dela não é o original. “Ele está com melhores proporções e é bem mais refinado”, explica ele na matéria. 

Não se comentava nada sobre o nariz da Avril original, ele sempre foi o mesmo, mas só depois do segundo disco começaram as especulações e comentários de que seu nariz tava diferente. Portanto se ouve plástica com certeza foi da sósia para imitar a original posteriormente pois as fotos não mentem, depois essas diferenças ficam mais sutis, como se a sósia tivesse feito uma plástica depois dos comentários, para diminuir essas diferenças. Como um nariz de uma hora pra outra começa a ganhar novas formas? O nariz era de um jeito, depois apareceu de outro, depois ganhou formas que remetem ao antigo? estranho! Vídeos e fotos serão sempre o registro disso, 
não tem como esconder esse fato! Tem caroço nesse angu sim! 
No início da página eu coloquei uma observação falando que existem outros blogs plagiando esse, trocando apenas o nome da cantora, mas agora você poderá ver que esses outros blogs são pura imitação e mentira, pesquise sobre a informação acima, sobre a Revista Life&Style e sobre o especialista George Lefkovitz e você verá que existem fontes fidedignas sobre isso e datadas em meados de 2006 e 2008. Coloque essas palavras-chave no Google: (Life&Style nariz Avril Lavigne George Lefkovitz). Alias, não só isso, pesquise sobre todas as informações apresentadas aqui nesse blog e você verá que tudo é verdadeiro. Diferente dos outros blogs plagiadores. Faça o teste!
Mas voltando ao assunto, analisem uma coisa, a “Nova Avril” foi interrogada sobre seu nariz, e ela apenas demonstrou-se irritada, disse que não aguentava mais o assédio da mídia, e saiu de “fininho”. Ela não está mais preocupada com o assunto, ou algo parecido, já assumiu a nova identidade, como pode ser visto no terceiro CD, que é o oposto do primeiro em todos os sentidos. 
Existe diferença na altura também, de 2 a 3 cm, e além disso, diferença na voz!
A Lavigne original tinha uma voz mais puxando pro mezzo enquanto a sósia é soprano, por isso ela(sósia) tem dificuldade em interpretar algumas músicas da original que possuam momentos de tom muito baixo, que no exemplo da música que citarei seria na partitura o Fá. Além disso a nova canta utilizando-se de técnicas vocais, enquanto a original cantava de forma mais natural e autêntica, sem forçar nem "maquiar" a voz. A música Complicated da Avril original é um exemplo. As frases da primeira estrofe terminam sempre num tom bastante baixo. Por exemplo, quando canta "Chill out whatcha yelling for" esse "for" é bem grave(e corresponde a nota Fá). Ou então na próxima frase "Lay back it's all been done before" esse "before" acontece a mesma coisa. A Avril original dominava melhor o grave do que a nova. Lembrando que em música o termo "baixo" não está relacionado ao volume, mas ao tom! ok?

Quando a nova Avril canta essas frases, as últimas palavras "for", "before", etc, sempre ficam completamente sub-tonadas. Já a original o tom fica bem definido(a nota Fá aparece como ela seria na partitura ou no CD gravado em estúdio). A nova Avril tenta até hoje se adaptar a voz da original, mas nunca será igual.


Agora pare pra pensar uma coisa, se um artista morresse e fosse substituído por um sósia, o que ele faria na hora de dar um autógrafo? Bem ele teria duas opções:
1- Tentar imitar o autógrafo do antigo
2- Criar um novo autógrafo

Bem, vejam que curioso, Lavigne mudou de autógrafo também! Reparem:



AUTÓGRAFO ORIGINAL


AUTÓGRAFO NOVO


 E outra coisa que chama a atenção é que antes de mudar, existiu um autógrafo intermediário que "imitava" o antigo, como se ela estivesse tentando fazer algo parecido com o verdadeiro. Só que esse autógrafo intermediário possui um padrão gráfico que se associa ao terceiro, porém difere do primeiro; 
CLIQUE NAS IMAGENS PARA VER MAIOR:
Original - INÍCIO DO "A" ABERTO 

 Intermediário - INÍCIO DO "A" FECHADO
 Novo - INÍCIO DO "A" FECHADO

Porque uma cantora ficaria mudando de autógrafo? Também há rumores de que uma sósia que acompanhava Lavigne em turnês, com o propósito de despistar os fã e a imprensa, seria a principal candidata a ter sido a substituta da Avril. Porém é muito difícil encontrar fontes sobre ela, o máximo que se vê são apenas algumas fotos dela perdidas pela web, portanto não falarei muito disso. Mas acho interessante ressaltar que a garota que substituiu Lavigne deveria ser alguém próxima dela, como você pode perceber pela letra de Nobody's Home, era alguém que vivenciava o que estava acontecendo, portanto faz sentido sim achar que era uma sósia que já conhecia e acompanhava ela. É comum artistas contratarem sósias pra escapar do público e mídia. Agora imagine uma pessoa em que seu trabalho é se passar por um artista, e se parecer com ele o máximo possível, de repente descobrir que esse artista morreu, e ser convidada a continuar se passando por ele? É o mais provável que tenha acontecido. Como disse anteriormente, talvez a ideia inicial fosse apenas abafar o caso por um tempo para concluir o lançamento do novo disco, e depois acabou tomando proporções maiores, mas enfim, não vou me aprofundar nessa parte pois não há dados suficientes para apontar quem foi a pessoa que a substituiu, e como já disse essa parte carece de fontes. 
É dificil dizer quantas pessoas estão envolvidas nisso, confira nossa comunidade noorkut, e nossa página no Facebook, alguns acreditam que a família dela e até mesmo os ILLUMINATIS tem envolvimento.

Terceiro CD:

Se a morte de Lavigne a princípio foi abafada apenas para lançar um último disco, que seria Under My Skin, com certeza esse terceiro foi a decisão de levar a farsa à frente. O título do disco corresponde à quarta faixa do mesmo. Enquanto em Under My Skin a sósia da Avril vive à sombra da original, nesse disco ela assume de vez seu estilo, que é o oposto da Avril verdadeira. A letra dessa música que intitulou o disco começa como se tratasse de relacionamentos, falando sobre a garota não pagar a conta, etc...

Agora repare nesse trecho da música:

(...)
"Onde estão as esperanças, onde estão os sonhos
Minha cena da história da Cinderela
(...)

Você não não não não irá se livrar de mim nunca
Goste disso ou não, mesmo que ela se pareça muito comigo
Nós não somos a mesma"

A nova Avril mostra aqui que veio pra ficar, gostem dela ou não. Ou seja, ela não vai viver à sombra da antiga, ela vai viver seu sonho de Cinderela, que por uma "passe de mágica" transformou ela em uma estrela da noite pro dia.

Veja nesse vídeo que a Avril atual faz tudo que a antiga criticava. Reparem que Lavigne demonstra detestar o termo "diva" e fala que não gosta de se vestir desse jeito (patricinha/diva).
As fãs da Avril atual chamam ela de diva, e ela se ve
ste do jeito que a antiga criticava. Percebam que a Avril de agora é o tipo de garota que a Lavigne original olhava com desprezo...
Uma coisa é mudar, outra é tornar-se o oposto! Veja:

ESSE VÍDEO É DECISIVO! 
  
Encarte completo:



Agora veja a própria sendo interrogada numa entrevista sobre o assunto, ela o tempo todo usa gestos que para os especialistas são gestos que as pessoas fazem quando mentem, e em momento algum responde diretamente a pergunta. Quando a entrevistadora insiste e usa a palavra "clone" referindo-se a ela, ela se cala e abaixa a cabeça. Quem cala consente?



Sinceramente, você acha que elas são a mesma pessoa e que isso é tudo mera coincidência? As capas, as letras, as mudanças repentinas de estilo, modo de se vestir, personalidade, rosto!? 
Bem... Tire suas próprias conclusões!

VEJA NOVAS PISTAS SOBRE A MORTE DE AVRIL LAVIGNE NA NOSSA 
Página no FACEBOOK: www.facebook.com/avrilestamorta 
Orkut 
>> COMUNIDADE <<
Essa comunidade e a página do Face são ligadas ao Blog!





Nessa parte do Blog eu irei colocar algumas informações adicionais relevantes, 
mas que ficariam muito longas no artigo principal.

Reparem nessa foto:

 Muitos passam desapercebidos, mas se prestar atenção verá que existe uma foto de uma garota de olhos fechados, aparentemente morta na blusa:


Representa a Avril morta, ou pior, pode ser a foto verdadeira do corpo da própria Lavigne morta! De fato está irreconhecível, mas temos que considerar duas coisas, uma que a Avril estaria sem maquiagem, com os cabelos cortados e amarrados e com alguns dias de morta o que já muda a aparência e outra que a foto está modificada com o efeito "cores invertidas" tipo um "negativo", e depois em escala de cinza. Veja como esse efeito deixa a pessoa irreconhecível:

Se você não visse a original jamais diria que é a Avril! 
 Outro exemplo:

E vajam só! Essa é a roupa que ela usa na foto do encarte do CD

Só mais uma coicidência? Pode crer que não! Porém é bem mais provável que seja só uma representação do que o próprio cadáver de fato, pois seria muita ousadia fotografar o corpo e por na blusa. Faça sua interpretação...
 
Eles armaram um "plano perfeito", mas na verdade nada nunca sai 100% perfeito realmente. Eles encontraram a substituta ideal, e provavelmente a aperfeiçoaram ainda mais com plásticas, 
mas não conseguiram reproduzir tudo! 
Vejam esses detalhes nessas imagens que enviaram para nossa página no facebook:
CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR!

A nova Avril tentou copiar até alguns sinais da Avril verdadeira, com plástica ou tatuagem, mas não ficou perfeito, reparem bem as falhas...

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR
 

O primeiro sinal no círculo azul, não aparece nas fotos da nova Avril. O segundo sinal, o do meio, é diferente do que aparece na sósia, como se ela tivesse tentado copiar. São sinais diferentes no mesmo lugar! Pode até ser coincidência, mas parece sim ter sido de propósito!

 


Chamo sua atenção para algo também importante e produtivo, depois de ler tudo eu peço que você assista o vídeo postado. Preste atenção no que ela diz no inicio e a letra da música. Bom, quando vocês forem analisar letras de músicas da Avril, é fundamental lembrar que existem várias traduções amadoras e erradas na internet, que modificam o sentido real do texto. Busquem sempre as traduções fiéis que vem em DVDs, encartes originais e pôsteres oficiais. Eu vou citar essa música como exemplo de como uma tradução errada tira todo o significado da música. A música Móbile, é a música que Avril dizia ter "tudo haver com sua vida". Vamos entender corretamente a profundidade dessa letra? Bem, antes de tudo o que é esse "móbile" que é dito na música? O móbile que Lavigne se refere são aqueles objetos de decoração que ficam girando pendurados no teto. Existem algumas traduções de internet que erroneamente trocam a palavra móbile por "inconstante", porém observando o próprio contexto da musica, quando ela diz "Eu sou um móbile / Sim, pendurada no teto / Minha vida é um móbile / Girando com os sentimentos misturados " isso se torna bem claro. Móbile é justamente um objeto que fica girando pendurado no teto. Perceba como o próprio contexto aponta para a tradução correta. Se você nunca viu esse tipo de objeto vá em imagens no Google e digite "Móbile de decoração" que aparecerá várias fotos e você terá uma melhor compreensão.

Exemplos de móbile
  Ainda falando de tradução, traduzir uma música não é só jogar lá no Google tradutor, é preciso estudar a letra, observar a sintaxe, semântica, etc. E a palavra "inconstante" em inglês seria "inconstant" ou "fickle" ou até "shifting" no sentido de móvel, mas jamais móbile! Portanto traduzir móbile como inconstante está grotescamente errado e tira toda a essência significativa e metafórica da música. Se possível use um dicionário de inglês para conferir as informações que estou passando ok?

Acompanhem minha análise dessa letra: 
(Lembrando que não se trata de mensagem subliminar, mas de análise literal, é uma letra da Avril original)

Mobile / Móbile

Voltei novamente para casa
Isto é entediante, eles fazem as malas e partem novamente
Digo adeus a todos os meus amigos
Não sei dizer quando vou voltar
[-- Sua antiga vida comum com seus velhos amigos X sua nova vida --] 

Agora é a hora
Eu me viro

Virar as costas para tudo
Tudo está mudando
Quando eu me viro
Eu estou fora de controle
Eu sou um móbile
[-- Sua nova vida na música, as coisas ao redor mudam. Comparação com um móbile que está preso no teto, quando ele gira encontra um novo lado da casa "tudo muda" mas só o que ele pode fazer é girar e virar de costas sem ir a lugar algum, mas o móbile fica fora de controle às mudanças externas como o vento por exemplo. Ela não consegue ter o controle das emoções. --] 

Revejo essa vida
Me estico de volta à luz
Eu estou acordado para dizer que tentei
Em vez de acordar com outro Guia de TV
A hora é agora
Eu me viro
Voltei e andei neste chão louco
[-- Um móbile preso no teto não pode voltar ao chão, mas ao invés de aceitar isso ela se estica para a lâmpada no teto(luz) e tenta, até conseguir descer e caminhar no chão novamente. Avril fala sobre voltar a andar onde andava antigamente. Conflito entre seus dois mundos --] 

[Refrão]
 (...)

... sou um móbile
Sim, pendurada no teto
Minha vida é um móbile
[-- Ela se compara novamente a esse objeto --] 

Girando com os sentimentos misturados
Loucos e selvagens
Às vezes eu quero gritar alto
[-- Conflitos emocionais --] 

Tudo está mudando
Em todos lugares que eu vou
[-- Os conflitos são internos mas as mudanças são externas, 
no mundo a sua volta --] 

Oh, fora do meu controle
Tudo está mudando
Em todos lugares que eu vou
Fora do que eu sei
[-- Assim com um móbile, as coisas mudam mas ele permanece o mesmo lá preso no teto, e nada pode fazer, "fora do que eu sei" ela não consegue lidar com isso] 

Agora vou falar algo que eu senti quando parei pra interpretar profundamente a música. Para mim essa letra só reforça a hipótese de que Lavigne posteriormente morreu de fato enforcada, pendurada no teto, como um Móbile! Mas entenda, não digo que a Avril verdadeira já estava premeditando isso na música, mas como ela se via como um móbile, é bastante sugestivo que tenha acontecido
depois. Esse tipo de objeto pode estar intimamente ligado à sua infância. Como foi escrito depois pela sua sucessora em Nobody's Home e / My Happy Ending: "...muitos problemas, não sabe aonde pertence, ela quer ir pra casa, mas ninguém está em casa, é onde ela se encontra arrasada por dentro... ela está perdendo a cabeça... ela caiu em desgraça... / ...morta, pendurada tão alto, numa corda tão frágil" As coisas se encaixam não?Imagino ela sozinha no seu velho quarto em sua velha casa, deitada, vendo aquele móbile girado no teto e se vendo como ele, com todos aqueles conflitos, sem saber a que mundo pertencia. Veja como alguns tipos de móbile podem sugerir a uma mente deprimida a se enforcar, ainda mais quando essa pessoa compôs uma música se comparando a um móbile, 
dizendo que tem tudo haver com sua vida:

  


Repare que ela estava chorando nesse dia:


São três anos (2011-2014) discutindo sobre a morte da Avril e mostrando todos os indícios que apontam para isso, quero agradecer a todos os fãs que me ajudaram e me incentivaram, compartilhando e divulgando. Finalmente o assunto já se popularizou e chegou aos ouvidos da cantora atual pela rede Bandeirantes, esse foi o meu objetivo desde o início, fazer com que ela soubesse que não só eu mas milhares de fãs perceberam o que aconteceu.
Infelizmente ela fugiu do assunto na entrevista, mas de qualquer forma entendemos o porque!

AVRIL RAMONA LAVIGNE
 SEMPRE VIVA EM NOSSOS CORAÇÕES